Tatiana Lemos realiza audiência pública para discutir problemas do IMAS

 

bf7163f9dcfde489a7ee7d6aa390fd7c

Em audiência pública realizada nesta semana por iniciativa da vereadora Tatiana Lemos (PCdoB) e do presidente da Câmara, vereador Anselmo Pereira (PSDB), foi discutido a atual situação do Instituto de Assistência à Saúde e Social dos Servidores Municipais de Goiânia (IMAS). Na ocasião, o presidente do Instituto, Fernando Evangelista, prestou esclarecimentos sobre a paralisação do atendimento médico e a dívida que a prefeitura tem com o plano de saúde.

Entenda o caso: O atendimento aos servidores foi suspenso devido ao não pagamento por parte da Prefeitura de Goiânia aos médicos, e outros profissionais de saúde e clínicas prestadores de serviços. Este repasse não tem sido efetuado, embora os descontos nos salários dos servidores esteja ocorrendo normalmente. São 80 mil usuários entre segurados e dependentes. De acordo com o presidente do IMAS, a prefeitura deve hoje ao Instituto quase R$115 milhões. O Município deveria transferir ao IMAS, mensalmente, R$8,5 milhões.

Tatiana Lemos iniciou a audiência pública defendendo o servidor e pedindo para que o problema seja solucionado o mais rápido possível. “Não tem mais condição esse descaso com os servidores, que já ganham pouco e ainda sofrem esse desconto de um serviço que não estão usufruindo”, argumentou.

Fernando Evangelista prevê que até meados do segundo semestre a dívida da gestão da prefeitura atual seja quitada. “Estamos fazendo o compromisso com os médicos, hospitais e clínicas para pagar todas as faturas que estão em atraso”. Ele explicou que têm feito mudanças internas para desemperrar processos, como os de liberação de faturas e que um novo sistema informatizado está sendo implantado, o que irá garantir melhora nos processos de auditorias.

Questionado por Anselmo Pereira sobre a falta de um cartão do beneficiário aos moldes dos outros planos de saúde, Fernando disse que está sendo instalado um sistema eletrônico que elimina as guias de papel e as idas dos servidores ao instituto para pegar autorização para realizar exames. Grande parte das autorizações já está sendo feito pela Internet e no momento das consultas e exames.

Encaminhamentos: Os vereadores Anselmo Pereira e Tatiana Lemos apresentarão projeto de lei exigindo que o plano de saúde IMAS (assim como Unimed, Ipasgo e outros) tenha plantão de atendimento 24 horas. “A doença não tem hora para aparecer, portanto, o atendimento médico não pode parar”, justificou o presidente da Câmara Municipal, Anselmo.

Ficou agendado visita de Tatiana e Anselmo no IMAS, no dia 19 de abril, para verem o que houve de avanço após a audiência pública. Eles também disseram que vão cobrar da prefeitura um cronograma de pagamento.

Autor:
Data: abril 5th, 2016
Assunto: , ,
Comentários e Pings estão fechados.

Comentários estão fechados.

Visite também
Procurar
Artigos Recentes
Outras Notícias
Assuntos
Comentários recentes

    D'Austria
    Boa noite, penso que é uma grande vitória ter sido implantado o passe livre. Mas...

    D'Austria
    Bom dia, eu gostaria de saber porque querem implantar o VLT na avenida anhanguera, sendo que...

    Lucas
    Se9rgio Peixoto da Silva disse:Parabe9ns Companheira Deputada Marina e todas as mulheres de Goie1s e...

    Briannah
    Lindo, post, Norma!Que maravilha e9 ver uma adaizme virtual assim, com raedzes te3o fortes, te3o...

    Jamie
    gostei do filmete pois na redadalie ele retrata posie7oes democraticas do pc...

ÁLBUM COMPLETO >>Últimas Fotos
© Vereadora Tatiana Lemos - 2018